SIPCAM   SIPCAM
  HOME   |   QUEM SOMOS   |   PRODUTOS   |   CULTURAS   |   INFORMAÇÃO   |   NOTÍCIAS   |   LINKS
 
Bem-vindo à Sipcam Portugal  
SIPCAM Pesquisa de Produtos SIPCAM
SIPCAM Herbicidas - BUGGY
Imprimir Imprimir
< voltar SIPCAM

AV n.º 0069
Formulação: solução concentrada com 360 g/l ou 30,8% (p/p) de glifosato (sob a forma de sal isopropilamónio).
Modo de acção: herbicida sistémico de pós-emergência que, penetrando nos tecidos, é de seguida translocado a todos os órgãos da planta.


CONDIÇÕES DE APLICAÇÃO


BUGGY é um herbicida sistémico, de aplicação em pós-emergência, destinado a combater as infestantes anuais e vivazes na vinha, pomares de pereiras, macieiras, citrinos, pessegueiros, damasqueiros, amendoeiras, cerejeiras, aveleiras, oliveiras, bananeiras, antes da instalação de culturas e em técnicas de sementeira directa, mas sempre antes da emergência da cultura, marachas dos arrozais, pousios, renovação de pastagens, zonas não cultivadas, infestantes aquáticas e rabo-de-raposa na cultura da faveira.

infestantes / dose de aplicaÇÃo

RecomendaÇÕes

Anuais

(2-4 l/ha)

As infestantes anuais devem ser combatidas nas primeiras fases de desenvolvimento e as vivazes até à floração.

Para combater o feto aplicar o herbicida quando todas as folhas estiverem bem abertas e ainda verdes.

Nas marachas dos arrozais aplicar após a colheita do arroz, enquanto as infestantes estiverem verdes ou durante o ciclo da cultura em aplicações localizadas (com campânula).

Antes da instalação de culturas: aplicar quando as infestantes se encontram em crescimento activo.

Sementeira directa: aplicar sempre antes da emergência da cultura, quando as infestantes anuais estão no estado jovem e as vivazes em crescimento activo.

Infestantes aquáticas: tratar no período de Junho/Julho.

No caso da “junça” e da “juncinha”, cujas nascenças ocorrem durante um longo período de tempo, efectuar duas aplicações de BUGGY®. Na primeira aplicar 6 l/ha e na segunda 3 l/ha.

Em aplicações localizadas sobre manchas de infestantes vivazes, aplicar BUGGY® em calda com a concentração de 1,5%.

Antes da instalação de culturas e em técnicas de sementeira directa, mas sempre antes da emergência da cultura, para o controlo de infestantes anuais nas primeiras fases de desenvolvimento também podem ser usadas as doses de 0,75 l/ha a 1,5 l/ha.

Vivazes

Erva-pata (Oxalis pes-caprae)
(4-5 l/ha)

Escalracho (Panicum repens)
(4-7 l/ha)

Agrostis (Agrostis spp.)
(4-6 l/ha)

Urtigas (Urtica spp.)
(5-8 l/ha)

Graminhão (Paspalum paspalodes)
Corriola (Convolvulus arvensis)
Acácias (Acácia spp.)
Caniço (Phragmites australis)
Jacinto aquático (Eichornia crassipes),
em canais e valas
(6-8 l/ha)

Grama (Cynodon dactylon)
Junça (Cyperus rotundus)
Junçinha (Cyperus esculentus)
Tabua-larga (Typha latifolia)
(8–10 l/ha)

Silvas (Rubus spp)
Feto (Pteridium aquilinum)
(8 l/ha)

Rabo-de-raposa (Orobanche spp)
(0,130 l/ha)

As aplicações em favais contra rabo-de-raposa devem ser efectuadas quando nas raízes das faveiras aparecerem os primeiros “sinais” de desenvolvimento subterrâneo da planta parasita (Orobanche spp.). Dever-se-ão observar a partir da floração, as raízes das faveiras (2 vezes por semana). Repetir o tratamento passadas 2 semanas.



PRECAUÇÕES BIOLÓGICAS:



- Não aplicar o herbicida quando se preveja a ocorrência de chuva nas 6 horas a seguir à aplicação.
- Não mobilizar o terreno nas primeiras 3 a 4 semanas após a aplicação contra as vivazes. No caso das anuais, não mobilizar nas 48 horas seguintes à aplicação.
- Durante o tratamento não atingir as plantas cultivadas (folhas, ramos ou frutos e ainda raízes, caso da bananeira) de modo a evitar possíveis danos ou mesmo a sua destruição.
- Não aplicar junto a videiras e árvores de fruto cujos caules e troncos não estejam completamente lenhificados (com cor verde).
- Não atingir culturas vizinhas da área a tratar. 
- Não misturar à calda de BUGGY qualquer outro produto que pode eventualmente reduzir a sua eficácia. 
- Não aplicar em vinhas e pomares com menos de 3 anos.
- A aplicação repetida do mesmo herbicida nas mesmas áreas durante vários anos pode conduzir à ocorrência de resistência em espécies anteriormente susceptíveis. Para evitar o desenvolvimento de resistências, recomenda-se proceder, sempre que possível, à utilização de herbicidas mistos ou à alternância de herbicidas com modo de acção diferente do glifosato.


INTERVALO DE SEGURANÇA:
. 7 dias em amendoeira e aveleira.
. 21 dias em faveira.
. 28 dias em bananeira, cerejeira, citrinos, damasqueiro, macieira, oliveira, pereira, pessegueiro e videira.


PRODUÇÃO INTEGRADA:
Permitido.


CAPACIDADE DAS EMBALAGENS:
1 l, 5 l, 25 l, 200 l.


OUTRAS INFORMAÇÕES:
Ficha Técnica (download ficheiro PDF)
Ficha de Segurança (download ficheiro PDF)
 
topo    
Avisos Legais Copyright © 2013 SIPCAM Portugal | Desenvolvido por Helcadesign